10 de setembro: Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Compartilhe:

O suicídio é um tabu em todo o mundo, que vem crescendo assustadoramente, principalmente entre a juventude. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa tira a própria vida.

Hoje, 32 brasileiros se suicidam diariamente. Por ano, são cerca de 800 mil suicídios em todo o mundo. No entanto, nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas.

Para chamar a atenção sobre o tema, em 2003 a OMS transformou o 10 de setembro no Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Em 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), o Centro de Valorização da Vida (CVV) e o Conselho Federal de Medicina (CFM) criaram no país a campanha “Setembro Amarelo”.

O movimento tem o objetivo de conscientizar e prevenir as pessoas sobre o suicídio. É preciso perder o medo de se falar sobre o assunto, quebrar tabus, compartilhar informações, esclarecer, estimular o diálogo e abrir espaço para campanhas que contribuem para tirar o assunto da invisibilidade e, assim, mudar essa realidade.

Segundo os psiquiatras, a depressão, transtornos mentais, envolvimento com drogas, violência doméstica, abuso sexual, bullying e intolerância são algumas das principais causas do suicídio.

Pessoas com pensamentos suicidas costumam falar sobre sua vontade de morrer, da falta de esperança, falta de perspectiva de vida, se isolar, se sentir discriminada, ser portadoras de doenças crônicas e doenças mentais, entre outros. Ou seja, o suicídio é um fenômeno complexo, de múltiplas determinações. Portanto, saber reconhecer os sinais de alerta pode ser o primeiro e mais importante passo para ajudar a quem precisa.

Seja solidário(a), pois nunca sabemos o que cada pessoa enfrenta. Se precisar, não deixe de pedir ajuda. O telefone do CVV é 188.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2019/2020

Ver todas »

Facebook