Ações contra a Minasguarda: sindicato pede a ex-empregados da empresa que entrem em contato com a entidade o mais breve possível

Compartilhe:

O Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais solicita aos ex-empregados da Minasguarda Vigilância que entrem em contato com secretária-geral da entidade, o quanto antes, a fim de tratar dos processos coletivos que o Departamento Jurídico está movendo contra a empresa.

Desde que tomou conhecimento de que a Minasguarda fecharia as portas, a diretoria do Sindicato vem se esforçando para proteger os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.

"De início, solicitamos à empresa a liberação da documentação necessária para que os trabalhadores e trabalhadoras possam sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e dar entrada no seguro-desemprego, haja vista que a Minasguarda vinha atrasando o pagamento dos salários há alguns meses; bem como a realização dos acertos o mais breve possível", informa o secretário-geral do Sindicato, Romualdo Alves Ribeiro.

No entanto, para que possa organizar as ações que vem movendo contra a empresa e garantir os direitos dos vigilantes, o Sindicato precisa de mais informações sobre o pessoal e os setores de trabalho.

"Como a empresa não tem repassado essas informações, pedimos aos trabalhadores e trabalhadoras que entrem em contato com a gente, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, pelo telefone (31) 3270-1300, para que possamos agilizar os processos", orienta Romualdo.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2021

Ver todas »

Facebook