Campanha Salarial: sindicatos e patrões definem calendário de reuniões de negociação

Compartilhe:

O Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais e as demais entidades representativas dos vigilantes no estado tiveram, na última terça-feira (18), a primeira reunião de negociação da Campanha Salarial de 2023 (fotos).

Na reunião, além de darem início ao debate da Pauta de Reivindicações da categoria, as partes definiram o calendário das próximas  reuniões de negociação, que serão realizadas sempre às terças-feiras, na sede da representação patronal, na capital.

Datas das reuniões de negociação

. 25/10

. 01/11

. 08/11

. 16/11

. 22/11

. 29/11

A Pauta de Reivindicações foi entregue à patronal no dia 30 de setembro, após ser aprovada pelos trabalhadores e trabalhadoras em 28 assembleias, realizadas pelo Sindicato em setembro.

A assembleia geral, realizada no dia 27/9, no auditório do Sindicato, foi transmitida ao vivo pelo site e redes sociais da entidade na internet.

Para assistir a assembleia, basta acessar a TV O Vigilante, no site do Sindicato: www.ovigilante.org.br.

Principais reivindicações

A pauta de reivindicações deste ano contém 105 itens. Dentre elas, estão:

. Piso salarial de R$ 2.439,99 para vigilante patrimonial;

. Piso salarial de R$ 2.165,66 para o pessoal administrativo;

. Piso salarial de R$ 3.049,98 para a Escolta Armada;

. Piso para fiscal;

. Piso para supervisor;

. 30 tíquetes de R$ 40,00 por mês;

. Hora extra a 100%;

. Planos de saúde e odontológico gratuitos para titulares e familiares;

. Tíquete refeição nas férias;

. Cesta básica no 13º salário;

. Plano de saúde nacional para a Escolta Armada;

. Pagamento do serviço em eventos no final do trabalho;

. Adicional de periculosidade para o pessoal administrativo;

. Participação nos lucros e/ou resultados;

. Fim da jornada parcial de horas;

. Fim do trabalho intermitente;

. Melhorias das condições de trabalho.

Engajamento é fundamental

"Temos uma grande pauta, bem formulada e com reivindicações importantes. Mas, para tornar tudo isso possível, precisamos lutar muito", reforça o presidente do Sindicato, Edilson Silva.

Segundo ele, a conjuntura cada vez mais adversa para os trabalhadores, que todo dia sofrem ataques a seus direitos, tanto da parte dos patrões quanto dos governantes, exige da categoria um engajamento ainda maior à Campanha Salarial do que em anos anteriores, para se garantir os direitos e avançar nas conquistas.

Para ficar por dentro do andamento da Campanha Salarial, acompanhe o Programa Voz do Vigilante MG no site, Facebook e Youtube do Sindicato. A live vai ao ar todas as terças-feiras, às 19 horas.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Sindicato dos Empregados das Empresas de Segurança e Vigilância do Estado de Minas Gerais
Sede: Rua Curitiba, 689, 9º andar, Centro, Belo Horizonte/MG. Telefone: (31) 3270-1300
Clube dos Vigilantes: Rua Sindicalista Lúcio Guterres, 537, bairro Chácaras Cotia (Nacional), Contagem/MG.
Telefone: (31) 3665-9142 | E-mail: ovigilante@ovigilante.org.br
Total de visitas: 4100218