Centrais preparam novo Dia Nacional de Luta em Defesa da Aposentadoria rumo à greve geral

Compartilhe:

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadores do Brasil (CTB), entidade à qual o Sindicato é filiado, juntamente com as demais centrais sindicais, vão realizar, em 22 de março, um novo Dia Nacional de Luta em defesa das aposentadorias.

Reunidos na última terça-feira (26), em São Paulo, os dirigentes das centrais avaliaram como altamente positiva as manifestações contra a proposta de reforma da Previdência do governo federal, ocorridas em diversas capitais do país no dia 20.

Somente na capital paulista, a manifestação reuniu cerca de 10 mil pessoas ne diversas entidades representativas dos trabalhadores na Praça da Sé, no centro da cidade.

Barrar o retrocesso

Segundo o secretário-geral da CTB nacional, Wagner Gomes, a manifestação prevista para o dia 22 de março será mais um passo na organização de uma greve geral para barrar a reforma proposta pelo novo governo. "Chegaremos lá e estamos convictos de que lograremos impedir o retrocesso”.

Para os representantes da classe trabalhadora, o projeto de reforma da Previdência entregue ao Congresso Nacional é pior do que de Michael Temer, que despertou forte resistência na sociedade e não chegou a ser votado, até mesmo porque poderia ser derrotado.

Além da fixação de uma idade mínima, que acaba com a aposentadoria por tempo de serviço e adia em pelo menos 10 anos o acesso dos trabalhadores ao direito ao benefício previdenciário, a reforma estabelece em 40 anos o tempo de contribuição mínima para ter direito a 100% do valor da aposentadoria; reduz a míseros R$ 400,00 o Benefício de Prestação Continuada (BPC), concedido aos pobres sem aposentadoria após os 65 anos; e contém outras perversidades contra a classe trabalhadora.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2019/2020

Ver todas »

Facebook