Corte de Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no trabalho abre caminho para mais acidentes

Compartilhe:

Com o corte de 90% nas Normas Regulamentadoras de Segurança e Saúde no trabalho, o governo Bolsonaro abre caminho para que mais acidentes de trabalho aconteçam no Brasil.

Entre as 36 normas revisadas, está a NR 12, que regula máquinas e equipamentos. De acordo dados da Previdência Social, o setor é o responsável pelo maior número de acidentes de trabalho no país. De 2012 a 2018, foram registrados 528.473 casos.

Desses, pelo menos 2.058 terminaram com a morte do trabalhador. Outros 25.790 tiveram algum membro amputado. O total de mortes nesse grupo é 15 vezes maior do que a média das demais causas de acidentes de trabalho, segundo o Ministério do Trabalho.

“Agora, com a medida de Bolsonaro, os números que já são altíssimos podem aumentar ainda mais, já que as empresas, que  não investem, vão negligenciar mais ainda com as questões de segurança do trabalho”, avalia o diretor do Sindicato Agnélio Vieira.

Para justificar a redução, o Bolsonaro afirma que há custos absurdos para as empresas. Ou seja, não está nem um pouco preocupado com a proteção à vida e deixa o trabalhador mais vulnerável e desprotegido.

Fonte: Imprensa do Sindicato, com informações do Portal CTB.

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2019/2020

Ver todas »

Facebook