Fortebanco deixa vigilantes na mão e atrasa pagamento do 13º salário e benefícios

Compartilhe:

A diretoria do Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais já acionou seu Departamento Jurídico para que adote as medidas cabíveis a fim de fazer com que a Fortebanco Vigilância cumpra com suas obrigações trabalhistas.

Nos últimos dias, trabalhadores denunciaram à entidade que a empresa não pagou o 13º salário e, em alguns setores, também não repassou o tíquete refeição e nem entregou a cesta básica.

Em contato com a Fortebanco, na semana passada, a representação da empresa disse que iria efetuar o pagamento do 13º salário até a última sexta-feira (13). No entanto, num desrespeito a seus empregados, a promessa não foi cumprida.

Além de cobrar os direitos dos vigilantes, o Sindicato exigirá que a empresa pague a multa referente ao atraso no pagamento do 13º salário.

De acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), o prazo para que as empresas de vigilância que optaram em pagar o 13º salário a seus empregados em parcela única - e informaram à entidade essa decisão até o dia 20 de outubro - venceu no dia 10 de dezembro.

Já as empresas que optaram pelo critério de pagamento previsto em lei (dividido em duas parcelas) - e que comunicaram a decisão ao Sindicato até o dia 20 de outubro e pagaram a primeira parcela até o dia 30 de novembro - deverão pagar a segunda parcela até o próximo dia 20.

A Fortebanco, entretanto, não comunicou ao Sindicato quando faria o pagamento do benefício, descumprindo a CCT e a CLT.

Caso isso também esteja ocorrendo na empresa em que você trabalha, denuncie ao Sindicato: (31) 3270-1300.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2019/2020

Ver todas »

Facebook