Jurídico do Sindicato fez mais de 17,5 mil atendimentos em 2018

Compartilhe:

Tendo em vista o grande número de irregu­laridades cometidas por empresas do setor de vi­gilância, que insistem em desrespeitar os direitos dos vigilantes, em 2018, o Departamento Jurídico do Sindicato fez 17.554 aten­dimentos à categoria.

Em média, 1.463 trabalhadores e trabalha­doras foram atendidos, por mês, por telefone ou pes­soalmente, até novembro, de segunda a sexta-feira, sem computar os aten­dimentos feitos nas sub­sedes de Pouso Alegre e de Ipatinga. Além disso, o Jurídico realizou seminá­rios, rescisões e participou de assembleias em várias cidades do Estado, nos fi­nais de semana.

Em 2018, também foram realizadas 228 au­diências trabalhistas e 113 cíveis em 1ª Instância, inúmeras em 2ª Instância e várias reuniões na Pro­curadoria Regional do Tra­balho e Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) e nego­ciação coletiva, totalizando 341 audiências em diver­sas localidades de Minas.

Importância do Sindicato

Nos 11 meses de funcionamento do Ju­diciário, o Departamento Jurídico do Sindicato par­ticipou de, em média, 31 audiências a cada mês, ou seja, aproximadamente 1,6 audiência por dia, des­contando os feriados, re­cessos e finais de semana.

Foram ajuizadas 8 ações de substituição pro­cessual (coletivas) / ações de cumprimento; 58 ações trabalhistas individuais e plúrimas; 115 ações cíveis, incluindo mandado de se­gurança; e mais de 2.106 rescisões até o dia 22 de novembro. Atualmente, o Jurídico do Sindicato move ações em prol de mais de 5 mil trabalhadores.

“Mesmo com uma redução no número de ações coletivas e indivi­duais causada pela refor­ma trabalhista do governo Temer, que intimidou os trabalhadores a buscarem seus direitos, o Departa­mento Jurídico do Sindi­cato trabalhou incansa­velmente para resgatar aos vigilantes aquilo que têm direito. Nesse perío­do, 90% das ações indi­viduais foram resolvidas nas demandas coletivas. Isso prova que, mais do que nunca, o Sindicato tem cumprido o seu papel e sua existência é funda­mental para os trabalha­dores e trabalhadoras”, ressalta o coordenador do Jurídico, Vitor dos Santos.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2019/2020

Ver todas »

Facebook