Nota de falecimento: Sindicato lamenta a morte de Dalva Stela

Compartilhe:

O Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais registra com profundo pesar o falecimento da dirigente do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) Dalva Stela Rodrigues de Carvalho (foto), 72 anos, ocorrido na noite desta quarta-feira (5), em Belo Horizonte.

Internada há uma semana, no Hospital da Unimed, devido a complicações após uma cirurgia, seu falecimento se deu por falência múltipla dos órgãos. Ela deixa uma filha e dois filhos.

O velório está ocorrendo nesta quinta-feira (6) desde as 10 horas, na Casa do Jornalista (Av. Álvares Cabral, 400, centro - BH). O sepultamento será às 17 hora, no Cemitério Bosque da Esperança, na capital.

Militate do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Dalva fazia parte do Comitê Central e também da direção do Partido no Estado.

Natural de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, iniciou sua militância em Teófilo Otoni. Ainda na adolescência, mudou-se para Belo Horizonte, onde veio buscar o sonho de ser dentista, ingressando no curso de Odontologia na UFMG.

No movimento estudantil, conheceu a Ação Popular, organização da qual fez parte. Com a repressão da Ditadura Militar, foi militar no Nordeste, onde passou anos lutando por liberdade e justiça no Brasil.

De volta a Minas, começou a dedicar sua militância ao movimento popular e na construção do Partido na capital mineira. Foi a fundadora e presidenta da Famobh (Federação das Associações de Moradores de BH) e líder do movimento pela reforma urbana.

Com o início dos governos populares na sua cidade, Dalva levou sua experiência para as políticas públicas, missão que exerceu até seus últimos dias.

Na Prefeitura de Belo Horizonte, no governo de Patrus Ananias (PT), presidiu a Urbel, órgão responsável pela habitação na cidade. Sua última função foi exercida na Agência Metropolitana, órgão do governo do Estado.

Mesmo com sua experiência administrativa, Dalva nunca deixou de lado sua dedicação como dirigente partidária. Por várias vezes, foi presidenta do Comitê Municipal de Belo Horizonte, membro da executiva estadual e do Comitê Central. Nestas funções, sempre demonstrava como princípio a fidelidade ao Partido, característica que a levou a sempre atuar como mediadora nos debates partidários.

Para o presidente licenciado do PCdoB-MG, Wadson Ribeiro, ?Dalva é um exemplo para toda a militância. Teve uma vida dedicada ao Partido, à luta e pela liberdade. Foi uma destacada militante contra a ditadura militar que deixa um legado, pois trabalhou e militou até seus últimos dias?.

Quem conheceu Dalva, se lembra de suas personalidades marcantes: rigorosa, disciplinada e dedicada na militância política, mas também sempre alegre e carinhosa. Deixa um lastro de amizades e saudades.

A seus familiares e amigos, a diretoria e funcionários do Sindicato prestam sua solidariedade.

Fonte: Imprensa do Sindicato.  

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2018

Ver todas »

Facebook