Novembro Azul: diagnóstico precoce do câncer de próstata pode salvar vidas

Compartilhe:

A campanha Novembro Azul foi criada para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata e incentivar os homens a se cuidarem cada vez mais.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de próstata acomete cerca de 1,5 milhão de homens em todo o mundo e mata em torno de 360 mil anualmente.

A previsão do Instituto é de que, nos anos de 2018 e 2019, ocorrerão mais de 68 mil novos casos somente no Brasil, o que equivale 66,12 incidentes a cada 100 mil homens.

Quando diagnosticado precocemente, o câncer de próstata tem até 90% de chance de cura. Porém, na fase inicial, a doença pode ser silenciosa e não apresentar sintomas.

Por isso, homens a partir dos 45 anos de idade com fatores de risco associados devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal. Já para os homens que não têm fatores de risco associados, a consulta ao urologista deve ser iniciada a partir dos 50 anos.

Sinais e sintomas do câncer de próstata

- Dificuldade para urinar;

- Diminuição do jato de urina;

- Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou noite;

- Sangue na urina.

Riscos aumentados

- Pai ou irmão com histórico de câncer antes dos 60 anos;

- Excesso de gordura corporal;

- Exposição a aminas aromáticas (presente nas indústrias químicas, mecânicas e transformação de alumínio;

- Exposição ao arsênio (usado como conservante de madeira e coo agrotóxicos);

- Contato frequente com produtos de petróleo, motor de escape de veículo, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos (HPA), fuligem e dioxinas.

Caso apareça um dos sinais e sintomas ou o homem faça parte de um dos grupos de risco aumentado, a ida ao médico se faz obrigatória e a investigação se torna necessária.

Os exames específicos para rastreamento do câncer de próstata são o toque retal e o exame laboratorial, no qual é medidao a dosagem de PSA (antígeno prostático específico) no sangue. Porém, ainda é muito grande o tabu relacionado ao exame de toque, necessário para esse diagnóstico.

Já o tratamento vai depender do estágio da doença no momento do diagnóstico. Existe a possibilidade de cirurgia, radioterapia e tratamento hormonal, que podem ser oferecidos de maneira isolada ou combinada. A escolha do tratamento deve ser individualizada e definida em conversa com o médico.

Exame PSA com coparticipação zero

Neste mês de novembro, a Promed, plano de saúde dos vigilantes de Minas Gerais, dedica a atenção especial à prevenção do câncer de próstata. Durante todo o mês, os beneficiários terão isenção na coparticipação na realização do exame PSA.

O benefício é para homens com 50 anos ou mais ou a partir de 45 anos de idade que tenham histórico de câncer de próstata na família (pai, irmão ou tio), desde que não possuam carências contratuais.

Autorização do PSA

Para realização do exame, o beneficiário Promed deve estar com o pedido médico em mãos e se dirigir ao laboratório de sua preferência para realização do exame. Não é necessário agendar e nem solicitar autorização prévia através da Central de Atendimento.

Não perca essa oportunidade. Quebre todos os tabus e preconceitos e faça da sua saúde a sua força. O diagnóstico precoce pode salvar vidas.

Fonte: Imprensa do Sindicato, com informações da Promed (texto de Amanda Cristina de Azevedo Pires - Coren: 320.927, Centro de Atenção à Saúde Promed).

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2019/2020

Ver todas »

Facebook