Sindicato e entidade patronal elaboram documento com orientações para para que empresas protejam os trabalhadores do novo coronavírus

Compartilhe:

O Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais e o Sindesp-MG, entidade que representa as empresas de segurança e vigilância no estado, estão elaborando conjuntamente um documento com orientações aos empresários sobre as providências que deverão ser tomadas para se evitar que os trabalhadores e trabalhadoras sejam expostos ao novo coronavírus (Covid-19) nos locais de trabalho.

A decisão sobre a criação do documento foi tomada em reunião entre a diretoria do Sindicato e a representação da entidade patronal, realizada nesta quarta-feira (18).

"Na reunião com o Sindesp-MG, solicitada pelo Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais, também foi decidido que vamos cobrar dos tomares de serviços ações para proteger a saúde dos vigilantes", informa o secretário-geral do Sindicato, Romualdo Alves Ribeiro.

Nesta quinta-feira (19), o Sindicato voltou a se reunir com a patronal para elaborar o documento que será entregue às empresas de segurança e vigilância do estado.

Agora à tarde, a diretoria do Sindicato se reunirá para definir como ficará o atendimento na sede da entidade, em Belo Horizonte. Por decisão da Executiva (foto), desde a última quarta-feira (18), o funcionamento do Clube dos Vigilantes, em Contagem, está suspenso por tempo indeterminado.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2019/2020

Ver todas »

Facebook