Sindicato parabeniza a CTB Minas pelo título de Honra ao Mérito concedido pela Câmara dos Vereadores de BH

Compartilhe:

O Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais saúda a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil em Minas Gerais (CTB Minas), entidade à qual é filiado, pelo recebimento do diploma de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de Belo Horizonte. A indicação para a homenagem foi feita pelo vereador Gilson Reis (PCdoB), que presidiu a solenidade no Plenário Amynthas de Barros, na noite desta segunda-feira (26).

Para a diretoria do Sindicato, a condecoração é uma justa homenagem à CTB, que, com apenas 10 anos de fundação, já é a quarta maior central sindical do Brasil, com mais de 700 entidades filiadas em todas as regiões do país.

"Desde a sua criação, no dia 14 de dezembro, em Belo Horizonte, a CTB prima pela defesa intransigente dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Ao longo da última década, esteve à frente das principais lutas da classe trabalhadora, seja por melhores salários, condições de trabalho e de vida para todos. Também participou das lutas em defesa da democracia, da soberania e das liberdades. Por essa bela trajetória, nada mais justo do que esse reconhecimento", disse o vice-presidente da CTB Minas e diretor do Sindicato, Romualdo Alves Ribeiro.

Também participaram da homenagem o presidente do Sindicato, Edilson Silva, e os diretores Vera Gomes, Agnélio Vieira e Alexandre Araújo.

Solenidade

Em uma noite marcada por discursos impactantes, que retrataram a realidade dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil, o vereador Gilson Reis abriu a cerimônia com um desabafo. ?Vivemos um governo ilegítimo que conduziu um golpe que destrói a capacidade de luta e extermina um acumulado de lutas de mais de 100 anos. Vivemos uma experiência que não aconteceu nem mesmo na ditadura militar, com a aprovação de uma lei trabalhista que provoca o maior retrocesso da história do trabalho no nosso país?, afirmou.

?Quero ressaltar que, para cada direito conquistado em uma convenção coletiva, existe sangue, suor, morte e o enfrentamento de milhares de trabalhadores e trabalhadoras que, ao longo desses 100 anos, avançaram em nossa história. Portanto, é uma honra para mim, em um momento como o que estamos vivendo, homenagear uma entidade tão comprometida e respeitada com a CTB Minas. Essa singela homenagem, na verdade, é para toda a classe trabalhadora do Brasil?, acrescentou o parlamentar.

Em sua fala, a presidenta da CTB Minas, Valéria Morato, ressaltou a importância de cada dirigente da Central. ?A diretoria da CTB Minas é composta por mulheres e homens que sabem da importância do seu trabalho para a emancipação da classe trabalhadora e tem consciência de que o momento é de nos preparar bem para os embates que estão em curso e para os que virão?.

Valéria também fez uma reflexão sobre o futuro da entidade. ?Daqui pra frente, temos o desafio de consolidar a CTB em Minas e no Brasil. Precisamos ter a capacidade de caminhar conjuntamente com os sindicatos filiados, federações, confederações e núcleos sindicais de bases. Essa tarefa também precisa se apoiar na força coletiva e dedicação da diretoria da Central para enfrentar os desmandos e as violações de direitos trabalhistas e humanos no estado e no país, articulado e orientado pela linha política e classista de nossa direção nacional. E isso não é tarefa da presidenta, mas de uma diretoria que se dispôs a assumir coletivamente a luta pelo coletivo, e que assume essa tarefa com afinco?, concluiu.

Além do vereador Gilson Reis e da presidenta da CTB Minas, Valéria Morato, a mesa da solenidade foi composta por representantes de diversas entidades, como o diretor do Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais Romualdo Alves Ribeiro; a dirigente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado de Minas Gerais (Fetaemg) Maria Rita Figueiredo; o dirigente da CTB Minas José Antônio de Lacerda, o "Jota"; o presidente da Federação Interestadual dos Metalúrgicos e Metalúrgicas do Brasil (Fitmetal), Marcelino da Rocha; a dirigente da CTB nacional Celina Arêas; o vice-presidente da Nova Central Sindical dos Trabalhadores de Minas Gerais (NCST), Claudio Jesus Ferreira; e o dirigente da Força Sindical Ralenio Ribeiro de Carvalho.

Fonte: Imprensa do Sindicato com informações da CTB Minas.

 

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2017

Ver todas »

Facebook