Sindicato se solidariza com vigilante e familiares vítimas de sequestro em Igaratinga

Compartilhe:

O Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais se solidariza com o vigilante profissional que presta serviços na agência do Sicoob Ascicred de Igaratinga, na Região Centro-Oeste do Estado, bem como à sua família, vítimas de sequestro na noite da última segunda-feira (7).

A diretoria da entidade acompanha o caso e cobra do Poder Público a imediata apuração dos fatos e a devida punição dos culpados por esse crime lamentável.

Na noite de segunda-feira, o vigilante, sua esposa e seu filho foram feitos reféns por um grupo de criminosos. Na manhã de terça-feira (8), os bandidos  foram à agência com o trabalhador e o gerente e os obrigaram a realizar um  saque, cujo valor não foi informado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), viaturas se deslocaram para a rua Deraldo Nunes, no Centro, e constataram que se tratava de uma extorsão mediante sequestro.

Segundo a PM, o grupo de assaltantes, que estavam armados, era composto por quatro pessoas, sendo três homens e uma mulher. O revólver do vigilante foi levado com cinco munições.

Após a extorsão, os criminosos fugiram no carro do vigilante, levando os familiares da vítima. O veículo foi encontrado abandonado às margens da BR-262, entre Igaratinga e Pará de Minas. A família do trabalhador foi libertada em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

Fonte: Imprensa do Sindicato.

 

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2018

Ver todas »

Facebook