Trabalhadores de segurança privada de BH são incluídos no cadastro de vacinação contra a Covid-19

Compartilhe:

Os trabalhadores da segurança privada em Belo Horizonte foram incluídos pela prefeitura municipal no cadastro para vacinação contra o novo coronavírus (Covid-19). A informação foi confirmada ao Sindicato pelo deputado federal Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG) na noite desta terça-feira (30).

"Fui informado pelo secretário de Saúde de BH que os vigilantes, assim como os profissionais de segurança pública, foram incluídos no cadastro para vacinação contra a Covid-19. Em breve, os vigilantes certamente serão vacinados e imunizados contra esse mal que a todos têm assustado".

Em ofício encaminhado ao prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, o parlamentar argumentou que, a exemplo dos policiais militares, civis, rodoviários federais e bombeiros militares, os profissionais de segurança privada têm a necessidade de serem vacinados contra o coronavírus por trabalharem na linha de frente em locais públicos, inclusive hospitais e postos de saúde.

O presidente do Sindicato, Edilson Silva, comemorou a importante conquista. "Essa é uma ótima notícia. Desde o início da pandemia, temos lutado junto com o Delegado Marcelo Freitas para que os vigilantes, reconhecidos como categoria essencial, pudessem ser vacinados. Nesse período, recorremos ao governo estadual e até ao Ministério da Saúde. Agora, vamos continuar a luta para que todos os trabalhadores da categoria em Minas também tenham esse direito e sejam vacinados", disse Silva.

A data de início da vacinação dos vigilantes ainda não foi confirmada pela prefeitura.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

        

Convenção Coletiva

Convenções Coletivas

Convenção Coletiva 2021

Ver todas »

Facebook