Trabalhadores e trabalhadoras aprovam nova Convenção Coletiva de Trabalho por 66% dos votos: reajuste salarial será de 5,97%

Compartilhe:

Mais de 2,6 mil trabalhadores e trabalhadoras atenderam à convocação do Sindicato dos Vigilantes de Minas Gerais e participaram da votação da contraproposta da Campanha Salarial apresentada pela representação patronal e debatida nas assembleias realizadas pela entidade na última quinta-feira (12), às 8h e às 19h, em sua sede, na capital.

Dos 2.613 participantes na internet, 1.729 (66%) votaram a favor da proposta e 884 (34%) foram contrários. A votação, aberta logo após a assembleia das 19 horas, transmitida pelas redes sociais do Sindicato na internet, foi encerrada nesta sexta-feira (13), ao meio-dia.

A assembleia das 19 horas foi vista por mais de 4.100 trabalhadores na internet, além daqueles que compareceram presencialmente na sede. Entre os participantes que compareceram nas assembleias no auditório do Sindicato, a aprovação foi unânime.

Luta garante renovação de 95% da CCT

Para o presidente do Sindicato, Edilson Silva, o resultado da votação demonstra o reconhecimento da maioria dos trabalhadores e trabalhadoras que participaram das assembleias, seja presencialmente ou pela internet, ao trabalho realizado pela diretoria da entidade durante as negociações.

"Não foi uma negociação fácil, diante das dificuldades da atual conjuntura; dos reflexos de medidas altamente prejudiciais à classe trabalhadora impostas pelas reformas trabalhistas dos governos Temer e Bolsonaro, como a questão da ultratividade; e da intransigência de sempre da classe patronal, que nunca se mostra disposta a reconhecer e valorizar seus empregados. Mesmo assim, conseguimos manter 95% dos direitos da nossa Convenção Coletiva, o que é um grande feito. Ao aprovar a contraproposta patronal, a categoria compreende essas dificuldades e também reconhece essa vitória", analisa.

Para o vice-presidente do Sindicato, José Carlos, que também participou das negociações e da condução das assembleias, a lição que fica da atual Campanha Salarial é de que, para avançar nas conquistas, a categoria precisa se manter unida ao Sindicato e mobilizada o tempo todo.

"É a nossa união que nos mantêm fortes e capazes de conquistar melhores salários, benefícios e condições de trabalho. Ninguém pode largar a mão de ninguém, especialmente na Campanha Salarial".

Agora na tarde desta sexta-feira, a diretoria do Sindicato voltará a se reunir com a representação patronal para apresentar a decisão da categoria, finalizar e assinar a nova Convenção Coletiva de Trabalho de 2023, cuja validade é retroativa a 1º de janeiro.

Fonte: Imprensa do Sindicato.    

Sindicato dos Empregados das Empresas de Segurança e Vigilância do Estado de Minas Gerais
Sede: Rua Curitiba, 689, 9º andar, Centro, Belo Horizonte/MG. Telefone: (31) 3270-1300
Clube dos Vigilantes: Rua Sindicalista Lúcio Guterres, 537, bairro Chácaras Cotia (Nacional), Contagem/MG.
Telefone: (31) 3665-9142 | E-mail: ovigilante@ovigilante.org.br
Total de visitas: 4227290